Advogado será professor em curso sobre Compliance

Advogado será professor em curso sobre Compliance

0 comentários

Henrique Tunes Massara ministrará módulo sobre Compliance Trabalhista em curso da Faculdade IBS em parceria com a FGV

O advogado Henrique Tunes Massara, sócio do escritório Cunha Pereira & Massara Advogados Associados, será um dos professores do curso de Compliance ofertado pelo Centro de Pós-graduação e Extensão da Faculdade IBS em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, em Belo Horizonte. O Compliance, que vem do termo em inglês comply, é um conjunto de disciplinas e atividades de prevenção à fraude, gestão de risco, treinamento e orientação das áreas de negócio da empresa sobre princípios corporativos que promovam a transparência do negócio.

O curso é dividido em dez módulos e Henrique ficará responsável pelo Módulo 8 – Compliance Trabalhista. “É um curso de viés prático, voltado para profissionais que querem atuar nesta área. O módulo que vou ministrar aborda as relações do Direito do Trabalho com o Compliance“, explica.

A ementa prevê tópicos como ética, prevenção à fraude, Compliance interno (empregados) e externo (sindicatos e autoridades), exposições da relação de trabalho, assédio, acidentes etc. O curso tem carga horária de 120 horas e será ministrado quinzenalmente, às sextas e sábados, com início em 31 de agosto. O módulo de Henrique ocorre nos dias 11 e 12 de janeiro de 2019.

Parceria

Além do convite a Henrique para ministrar o módulo, que partiu da coordenadora do curso na IBS, Gabriela Guimarães, o escritório Cunha Pereira & Massara Advogados Associados está fechando uma parceria com a consultoria FourEthics, da qual Gabriela é uma das sócias. “A proposta é oferecer aos nossos clientes todo apoio na implementação do Compliance em seus negócios. Será um trabalho conjunto em que a FourEthics ficará responsável pela área mais especializada e nós atuaremos com a legislação, no âmbito regulatório”, detalha Henrique.

Mais sobre o Compliance

Os mecanismos de Compliance, apesar de previstos há muitos anos em legislações estrangeiras, tornaram-se mais conhecidos no Brasil em 2014, com a promulgação da lei 12.846/13, conhecida como Lei Anticorrupção. O texto, em seu Art. 7º, prevê que empresas acusadas de atos de corrupção contra a Administração Pública que comprovarem possuir um sistema de Compliance verdadeiro e eficiente podem ter suas penalidades atenuadas. O tema foi abordado em artigo dos advogados Gabriel Senra da Cunha Pereira e Henrique Tunes Massara.

Para saber mais sobre o curso de Compliance da IBS, que contará com aulas ministradas pelo advogado Henrique Tunes Massara, clique aqui.

Você também irá gostar

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *